October 6th - 2021

Está na hora de parar de aceitar o desperdício da silagem

Ainda há uma sensação de inevitabilidade entre muitos agricultores que a perda de matéria seca (MS) e a deterioração aeróbia da penetração de oxigênio na braçadeira são fatos da vida e, mas na verdade com um gerenciamento melhor no grampo, esses desperdícios podem ser bastante reduzidos, resultando em uma melhor nutrição e desempenho animal.

"A silagem para qualquer agricultor é uma mercadoria valiosa e que precisa ser protegida", explica Jennifer Hitchman, Gerente Técnica da Silostop. "No entanto, muitos acretidam que 20% ou mais da safras sempre serão perdidos no grampo. Avanços recentes na tecnologia na folha de cobertura tem mostrado que essas perdas já não devem ser mais aceitas e podem ser significativamente reduzidas.

"A tecnologia de película de barreira de oxigênio leva a folha de cobertura da silagem tradicional para um próximo nível", diz ela. "Esse método bastante comum na embalagem de alimentos, indústrias médicas e farmacêuticas (para citar apenas algumas). A Silostop tem liderado abordagem de sistemas para a proteção de silagem no grampo que tem mostrado melhorias significativas no desempenho de restrição de entrada de oxigênio, , em comparação com outros filmes, os filmes da Silostop impede a entrada de oxigenio por completo.”

"Obviamente, existem muitos fatores para produzir e armazenar silagem de qualidade, por examplo; tempos de corte, compactação da forragem na braçadeira, métodos usados para alimentação da silagem. Mas um elemento fundamental e muito importante é a folha de cobertura.

"Não é incomum encontrar grampos ensilados com apenas uma folha ou duas de plástico preto ou transparente,com pneus em cima, mostrando sinais significativos de danos e mofos na parte superior e parte lateral que podem fácilmente prolongar por vários cm no grampo", explica. "Isso acontece quando o valor do pH aumenta, e começa a transformação e crescimento dos mofos e formações de micotoxinas.

"O calor e outro fator que influencia no despercio da silagem. Se o grampo está gerando calor é uma clara indicação de que a fonte de energia produzido pelo o calor vem da própria silagem. Este é talvez um exemplo negativo da energia de biomassa no trabalho e e algo que nenhum agricultor jamais quer ver. Ao evitar que o grampo absorva o aquecimento de respiração aeróbica de oxigênio e as perdas de MS são bastante reduzidas.

"Nas últimas décadas, os filmes da Silostop foram passado por avanços feitos para melhoramento de técnicas em silagem com a adição de um filme leve, mais flexível o filme da Silostop é colocado diretamente na parte superior do grampo a película é puxada para baixo em cima da silagem que inibe a entrada adicional de oxigênio. Placas de plástico preto tradicional não pode igualar a flexibilidade destes filmes, portanto, os bolsões de ar permanecerão sempre como "hotspots" para o crescimento de mofo.

"Esta tecnologia é amplamente utilizada em todo o mundo, e nos últimos anos os agricultores do Reino Unido reconheceram os benefícios de investir neste método", acrescenta Jennifer. O filme impermeável ao oxigênio de 45 mícrons da Silostop mostrou reduzir a perda de matéria seca na camada superior do grampo em até 50%.

“Com a gestão correta, é possível obter zero desperdício ", diz Jennifer. "Esta é uma grande economia para os agricultores que tem ignorado a silagem deteriorada . O verdadeiro retorno de investimento é com o conteúdo nutricional da silagem, pois é uma forragem mais saborosa, essencial para a produção. É fácil avaliar o que desperdiçamos pelo que jogamos fora. Não é fácil medir o que não podemos ver, e os maiores retornos só se tornam evidentes através de um rebanho mais saudável e mais produtivo ", acrescenta.

Equipe Técnica Silostop